Nicole Nicole, 27/07/2015

Em entrevista ao jornalista Thom Hartmann do The Big Picture, o pesquisador Tyson Slocum, do Programa de Energia da Public Citizen, apresentou os perigos que fracking representa para a saúde pública e afirmou que o faturamento hidráulico está diretamente relacionado ao aumento de internações.

Captura de Tela 2015-07-27 às 16.20.11

O foco da entrevista é um relatório da Escola de Medicina da Universidade da Pensilvânia, que liga o aumento das taxas de hospitalização na Pensilvânia e Virgínia Ocidental onde há operações de fracking na região.

O estudo apurou que após a intensificação das operações de fracking nas naquelas regiões aumentaram as internações de pessoas com problemas neurológicos e cardíacos.

“Os estudos preliminares indicam que os danos à saúde estão mais severos, mesmo num curto período de exposição aos produtos químicos”, afirma o pesquisador.

Assista a entrevista:

 

Participe

Para receber informações sobre a campanha, inscreva-se!

Nação Não Fracking Brasil

Desde 2013, a sociedade civil tem se mobilizado para impedir que o Fracking chegue a suas cidades e contamine sua água, solo e ar. Toledo e Cascavel foram às ruas para dizer não ao Fracking. Junte-se à causa e garanta a segurança hídrica e alimentar do Brasil.